O telhado lá do céu
Está por cima da chuva
O leite é sangue da vaca
E o vinho é sangue da uva
Quem não mata formigueiro
Está plantando pra saúva
Não tem açúcar nem clara no suspiro da viúva.

Moça que morre solteira
Tendo juízo morre pura
Mas sendo desmiolada
Deixa o fruto da aventura
A garça tem pena branca
Urubu tem pena escura
Papagaio nasce verde
Morre verde, não "madura."

A onça quando está viva
Todo mundo desconjura
Mas depois da onça morta
Até medroso segura
Alfaiate e costureira
Não gostam de linda dura
Por isso a linda do trem
Nunca serve pra costura.

A cachaça e o cigarro
São uma dupla de malvados
A cachaça deixa tonto
E o cigarro envenenado
O cigarro e a cigarra
Só viveram separados
Cigarra morre cantando
Cigarro morre queimado.

Vídeo incorreto?