Companheiro afirme o peito
Vamos cantar bem direito
Não vamos mostrar defeito
No estilo nordestino

Eu sou filho de baiano
Neto de paraibano
Mas sou piracicabano
Que canto desde menino

Apesar de ser paulista
Mas no estilo nortista
Qualquer cabra eu ensino

No estado de alagoas
Eu venci muitas pessoas
Eu ganhei de gente boa
No sertão alagoano

Quando cheguei na bahia
Eu cantei com voz macia
A baianada dizia
Viva o piracicabano

Eu cantei dentro da linha
Dentro da profissão minha
Balancei o chão baiano

Eu cantei de sul ao norte
Eu venci violeiro forte
Nunca precisei de sorte
Para mim sair vencendo

Até o presente momento
Não é por convencimento
Eu tenho o pressentimento
Que nunca saio perdendo

Meus versos são caprichados
Alem de ser bem cantados
Como vocês tão vendo

Eu entro na cantoria
Da noite eu faço dia
E no campo da poesia
Com nada me atrapalho

Já topei violeiro macho
Derrubei o seu penacho
Joguei o caboclo embaixo
Eu dou tombo mas não caio


Se um dia deus me chama
Eu morro mas deixo a fama
E minha fama dá trabalho

Vídeo incorreto?