É de madrugada é de madrugada que o galo canta,
É de manha cedo é de manha cedo que se levanta.

Quando eu cheguei em São Paulo ,
dava pena dava dó.
Minha mala era um saco,
o cadeado era um nó.
Tem muita gente com inveja,
porque viu que eu subi,
eu nasci pra trabalhar,
vagabundo pra durmi.

É de madrugada...
É de madrugada é de madrugada que o galo canta,
É de manha cedo é de manha cedo que se levanta.

Perdição do vagabundo,
é gosta do travesseiro,
depois fica de olho gordo,
em cima do meu dinheiro.
Estou com a vida mansa,
acho ela muito boa,
eu levanto bem cedinho,
pra fica mais tempo à toa.

É de madrugada...
É de madrugada é de madrugada que o galo canta
É de manha cedo é de manha cedo que se levanta

Quem chegou a General,
quem chegou a coronel,
levanto de madrugada,
chego cedo no quartel,
sem trabalho ninguém vive,
sem trabalho ninguém vai,
minha gente a vida é dura,
coxilou o caximbo cai.

É de madrugada...
É de madrugada é de madrugada que o galo canta,
É de manha cedo é de manha cedo que se levanta.

Vídeo incorreto?