Morena bonita dos dente aberto
Vai no pagode o barulho é certo
Não me namore tão descoberto
Que eu sou casado, mas não sou certo

Modelos de agora é muito esquisito
Essas mocinhas mostrando os cambitos
Das canelas lisa que nem parmito
As moças de hoje eu não facilito

Eu com a minha muié fizemos combinação
Eu vou no pagode, ela não vai não
No sábado passado eu fui, ela ficou
No Sábado que vem ela fica e eu vou

Eu mandei fazer um laço do couro do boi Carreiro
Pra laçar moça bonita que tem os olhos morteiro
Joguei o laço na moça, o laço caiu no chão
Joguei o laço pra lá e peguei a moça com a mão

Eu tratei meu casamento, vou casar por esses dias
Foi com uma italiana gorda sem saber se ela queria
Se a gorda não me quiser
Caso com a magra mesmo, italiana gorda é fantasia

Canto moda dos amigos, pro meu gasto eu também faço
Na viola eu tenho o desembaraço
É coisa que eu acho feio violeiro querer abater
Mas não fazem moda, mandam fazer

Quem deseja amar aos outros, lembre bem deste ditado
Que seu castigo está reservado
Quer prova cuspa pra cima
Se falhar é coisa rara, pode esperar que lhe cai na cara

Quebrei o facão do Cristiano e o facão de Tenacho
Nós tá por cima, eles tão por baixo
Tem uns violeiro em São Paulo, vivem fazendo rutina
Eles tão por baixo, nós tá por cima

Vídeo incorreto?