Eu quero me contes porque tu me deixastes amor
Se o mal que eu te fiz foi sempre te adorar amor
Me digas com franqueza porque me abandonastes amor
Se o mal que eu te fiz foi sempre te amar amor

Será que não compreendes o mal que estou sofrendo
Será que não tens pena da minha grande dor
Tu és a minha sorte, meu tudo nessa vida querida
Eu te peço com ternura o teu amor

Passei noites e noites pensando em ti querida amor
No triste abandono, na triste solidão amor
Beijava o teu retrado e não me conformava amor
Tua ausência torturava o meu pobre coração amor

Confesso criatura que estou a minha lei
Sentir só a tristeza saudade e amargor
Tu sabes que te amo, tu sabes que te quero
Confesso que te espero por ti, oh minha flor

Vídeo incorreto?