Já fui santo em altar
E fui sem pestanejar
Eu vim de cá, eu já fui lá
Já vi dentro tudo o que há
Pra ver quem sou

Já bebi, já fumei
Já me familiarizei
Eu já velei, eu já matei
Já fui o morto da vez
Pra ser quem sou

Agora eu sei
Sei bem de lá não sou
De lá não sou
Não, não, não

Já passei o quarteirão
Cão já me lambeu no chão
De lá se vim, se eu me perdi
De tudo eu vi, valeu-me rir
Se me sobrou

Até deixei-me violar
Mas em mim tem mais que ar
Eu me afoguei, me esculhambei
E aberto o mundo sabe
E eu sei bem de onde eu sou

De lá não sou
Não, não, não, de lá não sou
De lá não sou

Eu sou do sol
Eu sou praia de manhã
De onde eu sou
Eu sei bem

Vídeo incorreto?