Eu não sou nada diante do que és/
Apenas gota d’água nesse imenso mar/
Um barco a deriva no oceano do teu amor/
Buscando o rumo certo para estar em ti senhor

E quando estiver diante do Rei/
O que poderei eu oferecer/
Se eu trago em meu peito um coração;/
Chagado pela vida, E pela dor da solidão

Nada encontraras de bom em mim para te dar
Sou aquela vida que o mundo não quis aceitar
Mas se tu me queres eis- aqui estou disposto a ti servir
Que a vontade do Senhor se cumpra em mim (2x)

Eu trago pão e vinho para ofertar/
E ver a graça do Senhor, se derramando neste altar/
Por tua misericórdia ó meu salvador
Te ofereço a minha vida, tudo o que tenho e o que sou/