Em cada Sacrário onde possas estar,
Eu quero enviar o meu anjo,
Levando o meu coração.
Em cada momento em que ouvir tua voz,
Sozinho chamar por meu nome,
Eu quero então deixar tudo e contigo ficar.

Por isso eu te peço
Óh dai-me fogo, dai-me amor.
Amor capaz de me queimar,
De consumir
De me abrasar no cansasso.
A cada instante a vida dá, tornar verdade o meu cantar.
És precioso aos meus olhos,
Eu Te consagro cada gota do meu próprio sangue,
Só para te fazer amado na Cruz.

Os amigos da Cruz são bem poucos
Mas eu por Tua Graça posso entrar no Santuário e te oferecer a vida.

Por isso eu te peço
Óh dai-me fogo, dai-me amor.
Amor capaz de me queimar,
De consumir
De me abrasar no cansasso.
A cada instante a vida dá, tornar verdade o meu cantar.
És precioso aos meus olhos,
Eu Te consagro cada gota do meu próprio sangue,
Só para te fazer amado na Cruz.