Vou caminhando nessa terra estranha
Sou estrangeiro, piso devagar
Eu vou seguindo, pelos espinhos
Eu vou seguindo pro eterno lar
Minha esperança ainda não morreu
São muitas almas que eu vou ganhar
Irei tirá-las do cativeiro
E dar-lhes esperança, onde irão morar
Em troca disso, eu terei a coroa
Que eternamente eu irei herdar

(refrão)
Vou caminhando, vou caminhando
Em direção a Canaã que é o meu lugar
Vou caminhando, vou caminhando
Aonde mana leite e mel, é lá que eu vou morar

Vou caminhando e olhando pra frente
Porque pra trás eu não posso olhar
Quem se dedica a pegar no arado
O seu prazer agora é trabalhar
O servo mau enterrou o talento
O galardão ele não pôde herdar
Com seu comodismo e sua avareza
Ele fechou a porta e não pôde entrar

E tu, amigo, que vieste hoje
À nossa igreja para visitar
O meu Jesus ainda está chamando
Ó, venha agora para o aceitar
Se é teu fardo que está pesado
Agora mesmo vai aliviar
Ó, aproveita a oportunidade
Porque, muito em breve, a porta vai fechar

Vídeo incorreto?