Eu gosto de beber, e bebendo me sinto bem
Bebo com meu dinheiro, não é da conta de ninguém (2x)

Tem muita gente se metendo em minha vida,
Só por causa da bebida, mas eu nunca vou deixar.
E tomo uma, tomo duas, tomo três,
Nesse bar já sou freguês, e só saio quando fechar.

De madrugada quando eu pagar a dispesa,
Que me levantar da mesa seja o que Deus quiser,
Não me empurre que devagarinho eu saio,
Mas garanto que eu só caio nos braços de uma mulher.

Eu gosto de beber, e bebendo me sinto bem
Bebo com meu dinheiro, não é da conta de ninguém (2x)

Tem muita gente se metendo em minha vida,
Só por causa da bebida, mas eu nunca vou deixar.
E tomo uma, tomo duas, tomo três,
Nesse bar já sou freguês, e só saio quando fechar.

De madrugada quando eu pagar a dispesa,
Que me levantar da mesa seja o que Deus quiser,
Não me empurre que devagarinho eu saio,
Mas garanto que eu só caio nos braços de uma mulher.

Eu gosto de beber, e bebendo me sinto bem
Bebo com meu dinheiro, não é da conta de ninguém (2x)

Vídeo incorreto?