Ai, vamo boiada, vamo, o berranteiro chamando.
É longa nossa jornada, meu baio já tá cansando.
Vamo pelo ataio, o patrão já tá esperando.

Quando chega na pousada, boiada fica pastando.
Peão dorme no sereno e passa a noite sonhando.
Berranteiro junta o gado e o dia vem clareando.

A boiada quando estora nunca respeita o ponteiro.
Pelo toque do berrante se conhece o berranteiro.
Quem vende gado fiado sempre quebra o boiadeiro.

Vejo a estrada boiadeira no campo da minha infância.
Cada passo é uma saudade, cada viage é uma lembrança.
O repique do berrante, que faz encurtá a distância.

Vídeo incorreto?