Pouco distante da aguada lá no chapadão que vira
Uma casinha barreada de uma família caipira -
A cerca de pau a pique logo ao chegar se depara
Dando um quadro todo chique uma porteira de vara.

Um paiol, um galinheiro, um pequenino pomar
Bem no canto do terreiro uma pedra de afiar -
Do telhado sobre a beira o sinal da enxurrada
Formado pela goteira no tempo das chuvaradas.

No cocho perto da porta come milho o burro baio
Caboclo corta taquara fazendo cesta e balaio -
Esse caboclo que é gente, que baixinho cantarola
Recostado no batente ponteia a sua viola.

Vídeo incorreto?