Um chofer de caminhão
É corajoso e é forte
Viaja por este mundo
No brasil de sul ao norte
Seguindo a estrada da vida
Desafia a própria morte
É um soldado do progresso
Na bataia do transporte.

Despede dizendo adeus
Sem saber sua chegada
Vai cumprindo a missão
Na mais longínqua parada
Dorme no pó do encerado
Na lama da enchurrada
E muitos assassinado
Por assaltante de estrada.

Viajando pro sertão
Nessas estrada comprida
Nas curva mais pirigosa
Tem uma cruis esquecida
Marcando o fim de uma viajem
Numa triste despedida
Descança um pobre chofer
Que perdeu a sua vida.

Deixando longe a famia
Numa triste solidão
Os fio desamparado
Muitas veis sem proteçao
Pedimos a são cristóvão
Em toda nossa oração
Que proteja os motorista
De automóvel e caminhão.

Vídeo incorreto?