Pare o fole gaiteiro
Eu quero me apresentá
Meu nome é Lenço Branco
Por Lenço Branco, sempre usá
Para enxugá neblina
Olhos da china, quando chorá.

Quando danço a rancheira
Eu gosto mais que rodeio
Espora bate o compasso
Levanto o braço, dando galeio
Abraço a gauchita
Na chimarrita, e danço no meio.

Fui criado nos pampas
Ao sopro do minuano
Tenho sangue de farrapo
Gaúcho guapo, forte vaqueano
Eu só deixo lembranças
Em toda a estância, que eu vou passando.

Vídeo incorreto?