De braço aberto
Lá vem o papai,
Vem do seu trabaio
Cansado demais,
A cada filho
Um sorriso ele trais,
A famia sente
Alegre ambiente,
A mamãe contente,
Que vida de pais.

Que ranchinho alegre,
Coberto de flor,
Tudo foi prantado
Pelo semeador.
Passarinho canta
O hino de amor.
O verde roçado,
O campo e o gado,
Foi abençoado
Por nosso senhor.

O pai da cidade
E o pai do sertão,
Ensinando o fio
De tudo que é bão.
Criança é o futuro
Da nossa nação,
Ensine a verdade,
Vivê na humirdade,
A felicidade
É paz e união.

Vídeo incorreto?