Rancho velho onde eu nasci,
velho rancho onde me criei.
Agora tão longe de ti,
quantas veis eu até já chorei.
Eu aprontei minha mala
porque a saudade é demais,
já se passaram dez anos,
e eu não vejo meus pais.

Estribilho:
Rancho velho te olho chorando,
o tempo feliz que passou.
Queria que nada mudasse, meu rancho,
que pena que tudo mudou.

Eu oiei em vorta do rancho,
tomô conta a saudade de mim.
Tudo cheio de buraco
invadido pelo capim.
Oiei a panela no gancho,
do véio rancho onde eu nasci.
Os causo que a vovó contava,
até hoje não esqueci.

Rancho velho...

Queria que tudo mudasse, meu rancho,
que pena que tudo mudou.

Vídeo incorreto?