'Entrego a minha chance e passo pra depois
Um outro dia, outra história pra contar
O cansaço é senhor
Me agrada a idéia de estar em vão

Retraço linhas, arremato outros nós
Em melodias verso novas intenções
Procurando esquecer
A estranha vontade de não sonhar

"Quem me dera agora, eu tivesse a viola"

Construção, areia escorre
O tempo todo, nascedouro
Corta o vento, traz no peito
Escrevendo o próprio feito

Largo a certeza pelo incerto
O que será?
Um livro aberto
Folhas que eu vou marcar

Construção, areia escorre
O tempo todo, nascedouro
Corta o vento, traz no peito
Escrevendo o próprio feito'

Vídeo incorreto?