Acordei vi o sol brilhar da janela
Sem querer vi você passar por mim
Não acreditei que era você naquela manhã
Mas meus olhos não iam mentir pra mim
Pra te fazer parar eu quase arrisquei um nome qualquer
Ô mulher, porque que eu não te chamei?

Venha ver o sol da minha janela
Que ele vem de graça e na contramão
Dessa gente toda que corre às cegas sem saber que a luz chega ao coração
Venha ver o sol da minha janela que ele vem de graça e na contramão
Dessa gente toda que corre às cegas sem saber que a luz chega ao coração

Acordei vi o sol brilhar da janela
Sem querer vi você passar por mim
Não acreditei que era você naquela manhã
Mas meus olhos não iam mentir pra mim
Pra te fazer parar eu quase arrisquei um nome qualquer
Ô mulher, porque que eu não te chamei?

Venha ver o sol da minha janela
Que ele vem de graça e na contramão
Dessa gente toda que corre às cegas sem saber que a luz chega ao coração
Venha ver o sol da minha janela que ele vem de graça e na contramão
Dessa gente toda que corre às cegas sem saber que a luz chega ao coração

Venha ver o sol da minha janela
Que ele vem de graça e na contramão
Dessa gente toda que corre às cegas sem saber que a luz chega ao coração
Venha ver o sol da minha janela que ele vem de graça e na contramão
Dessa gente toda que corre às cegas sem saber que a luz chega ao coração

Vídeo incorreto?