(É, ha ,ha, ha, agora eu vou falar um pouquinho de mim, de voce, de todos nós
Somos iguais, e aquele que pensa que não é, talvez é bem mais)

Sou brega porém sou chique,
Sou chique sou brega
Não precisa dizer, meu jeito não nega
Ser brega não é ser chique
Chique mesmo é ser brega

Sou assim, não vou mudar
Não adianta dar estrilo
Dizem que eu sou bizarro
Vou é tirando saro
E provocando o grilo

Eu to assim de mulher
E os magnatas encomodam
Um brega muito chique no meio
Sou polemico e feio
Mais eu to na moda

Eu bebo uísque importado
Também bebo pinga em bodega
Sou brega e sou muito chique
Sou chique porque sou brega

Gosto de rabo de galo
E não dispenso um rabo de saia
Gosto de baile de gala
O brega-chick fala
O quanto adora a gandaia

( É, ha ,ha, ha, não sou maquinista mas gosto do trem,
Já se foi aquele tempo que a gente corria atrás de um peixe
E não conseguia uma escama
Agora o trem tá assim de pitelzinho óh,
Igualzinho maxixe na rama)

Sou brega porém sou chique,
Sou chique sou brega
Não precisa dizer, meu jeito não nega
Ser brega não é ser chique
Chique mesmo é ser brega

Sou assim, não vou mudar
Não adianta dar estrilo
Dizem que eu sou bizarro
Vou é tirando saro
E provocando o grilo

Eu to assim de mulher
E os magnatas encomodam
Um brega muito chique no meio
Sou polemico e feio
Mais eu to na moda

Vídeo incorreto?