Eu vi primeiro, ela é minha e ninguém tasca
No meu pomar ela é a fruta eu sou a casca
Pode ir tratando de tirar o zói comprido
Eu não empresto, não alugo e nem divido

Onde se viu cobiçar mulher dos outros
Cabra safado é na bala do trinta e oito
Com tanta mulher dando sopa por aí
Tinha que por o zói comprido logo aqui

Tira o zói, tira o zói da minha mulher
Esse avião é pra quem pode
Ela não é pra quem quer

Tira o zói, tira o zói da minha mulher
Esse avião é pra quem pode
Ela não é pra quem quer

Oh, lala lala lala lala lala
Tira o zói, tira o zói, tira o zói da minha mulher
Oh, lala lala lala lala lala
Tira o zói, tira esse zói da minha mulher

Vídeo incorreto?