Maria minha irmã era pequena e já ouvia
Meu pai a lhe dizer, cuidado minha filha
Não chame palavrão e nem fale da vida alheia
Se não entra na teia, se não entra na teia

Meu pai perdeu a vida num triste acidente
Deixou o primo joão tomando conta da gente
Maria foi crescendo e fazia o que queria
Por mais que lhe falasse ela não atendia
Não ligava pra casa, sua vida era na rua
O rosto bem pintado, andava quase nua
Cansado de falar, a coisa ficou feia
Meu primo furioso pegou ela de teia

Quanto mais ela chorava
Mais levava teia

Vídeo incorreto?