Esse forró vai balançar o mar todo o mundo inteiro
Afunfa forrozeiro pra entrar nesse vapor
Vamos cortar a corda e descer deste estaleiro
Vamos até o estrangeiro nesse forro zo

E no trinado da sanfona é num xamego arrepiado
Sanfoneiro no teclado mostrando que é bom no dedo
Zabumba e o pandeiro faz o forró sincopado
E o triângulo malcriado
Dando ordem ao sanfoneiro

Não é zé, vai o balanço pelo mundo
Não é zé, mostrando que o forró é dez
Não é zé, tem muito nego adaptado
Nos forrós arrepiado dançando e tomando um mé

Segue o balanço pelo mundo, não é zé
Só de baião e arrasta-pé
Salão e praça abarrotado
Entupidinho de mulher
No furacão de nós mané

Vídeo incorreto?