Vou lhe carregar com jeito pendurado no meu peito, em um retrato redondinho,
pra quando vier o desejo, tome e tome beijo e ninguem vai me ver sozinho.

Vou lhe carregar com jeito pendurado no meu peito, em um retrato redondinho,
pra quando vier o desejo, tome e tome beijo e ninguem vai me ver sozinho.

De sorriso escancarado, coraçao abestaiado la vou pro mundo a fora, a todo instante a toda hora oioi, na garupa desse amor sem fim, Vou dando adeus a quem namora aiaiai, e rindo pra quem ri de mim.

De sorriso escancarado, coraçao abestaiado la vou pro mundo a fora, a todo instante a toda hora oioi, na garupa desse amor sem fim, Vou dando adeus a quem namora aiaiai, e rindo pra quem ri de mim.

Vou lhe carregar com jeito pendurado no meu peito, em um retrato redondinho,
pra quando vier o desejo, tome e tome beijo e ninguem vai me ver sozinho.

Vou lhe carregar com jeito pendurado no meu peito, em um retrato redondinho,
pra quando vier o desejo, tome e tome beijo e ninguem vai me ver sozinho.

De sorriso escancarado, coraçao abestaiado la vou pro mundo a fora, a todo instante a toda hora oioi, na garupa desse amor sem fim, Vou dando adeus a quem namora aiaiai, e rindo pra quem ri de mim.

De sorriso escancarado, coraçao abestaiado la vou pro mundo a fora, a todo instante a toda hora oioi, na garupa desse amor sem fim, Vou dando adeus a quem namora aiaiai, e rindo pra quem ri de mim.

Vídeo incorreto?