Meu chuveiro cai água do mar das mãos de Iemanjá
Minha corrente dos pés eu vou quebrar de tanto samba
Tenho uma mulher que me ama e uma bala na agulha.
Com minha roupa de festa ninguém me segura
É mais um dia de sol
É mais um dia de sol,
E o tempo vai parar
É mais um dia de sol,
É mais um dia de sol
Vamos ver quem é que vai aguentar

Nunca consegui explicar o que é o amor,
Mas já sei dizer: te amo meu amor
A nega me tira a raiva e me enche de fé
Segura forte minha na ciranda maré

Esgotado, sem pecado, cambaleando- vou de lado.
Vou dançando o meu trocado num sorriso de matar.
Vou levando lado a lado a dentadura e rapadura, e muita pedra dura pra jogar.

É mais um dia de sol
É mais um dia de sol,
E o tempo vai parar
É mais um dia de sol,
É mais um dia de sol
Vamos ver quem é que vai aguentar

Eu recorro a sua proteção
Contra o assalto do todo inimigo
Eu seguro o manto santo e me refugio em baixo dele
Para estar guardado, seguro e protegido.

É mais um dia de sol
É mais um dia de sol,
E o tempo vai parar
É mais um dia de sol,
É mais um dia de sol
Vamos ver quem é que vai aguentar

Vídeo incorreto?