Não vou mais perguntar
Quantas vezes a gente erra
Quando o que mais quer é acertar
E quantas vezes acerta
Sem pensar no que errar

Não vou mais perceber
O quanto nossa vida é insana
E quantas altas querem receber
Os loucos de vida mundana
A repetir "ser ou não ser"

Não vou mais refletir
Quantas vezes a gente some
Sem saber o que é sumir
E quantas aparece
Quando o certo é partir

Sem saber o que é sumir
Quando o certo é partir

Não vou mais me pospôr
Enquanto o passado é mais precioso
Nem prostrar como um ostentor
De um presente que não realizo
Isso se chama expor

Vídeo incorreto?