Mil Pedaços

O tempo
Cura por dentro
Se teu rosto me faz
Olhar só pra trás

Quem sabe
Se é cedo ou tarde
Toda a vida ao redor
Se torna melhor

E mesmo tendo a direção roubada
Não penso em ninguém pra me reerguer

Quebro de uma vez em mil pedaços
Entro fundo nessa dor
Nada vai mudar, vai mudar quem sou
Tento desabar no meu compasso
Até surrar a velha cor
Nada vai mudar quem eu sou

A febre
Que nunca cede
Faz o dia queimar
De tanto lembrar

Mas num instante
Muda o semblante
Correm pelo suor
Sinais do pior

E mesmo tendo a trilha desviada
Não penso em ninguém pra me socorrer

Quem eu tinha no céu
Prometia brilhar
E me deixou no escuro
Encontrar um porquê
Faz na alma um calar
E no coração um furo

Vídeo incorreto?