Vai na fuleragem, vai na fuleragem
Vai na fuleragem, vai na fuleragem
Eu disse: Vai na fuleragem, vai na fuleragem
Vai na fuleragem, vai na fuleragem

Eu estava lá em casa escutei uma zuada,
Na casa da vizinha uma menina gritava:
-Socorro, Socorro!
Fui olhar era Corrinha
-Sua mãe não está em casa?
-Não ta, não
-Teu pai não está em casa?
-Não tá, não
-E o que é que você quer?
-Troca meu bujão?

Corrinha é bonita, Corrinha é dengosa
É muito mimada e muito medrosa
O bicho fedia, o bicho não entrava
O bicho xiava e a corrinha gritava:

-Eu boto ou não boto?
-Ai, eu tou com medo
-Eu boto ou não boto?
-Ai, eu tou com medo
-Eu boto ou não boto?
-Ai, eu tou com medo

Vou lhe pedir, vou lhe pedir
Vou lhe pedir, vou lhe pedir
Vou lhe pedir, vou lhe pedir
Vou lhe pedir, vou lhe pedir

Vai na fuleragem, vai na fuleragem
Vai na fuleragem, vai na fuleragem
Vai na fuleragem, vai na fuleragem
Vai na fuleragem, vai na fuleragem

Vai na fuleragem, vai na fuleragem
Vai na fuleragem, vai na fuleragem
Vai na fuleragem, vai na fuleragem
Vai na fuleragem, vai na fuleragem

Vídeo incorreto?