Alô, alô, Baixada
Diz o ditado, quem espera sempre alcança
Quem é bom já nasce feito
Nunca perde a esperança

A Senhora do Destino é força, é fé
É valente, é dona desse chão
Retirante do sertão, é alma, é coração
Com seus filhos, fugindo da fome e da dor
Em busca de sonhos de amor
Maria do Carmo chegou
Em meio à revolução
O povo lutando seguindo a canção

E a luta continua
Dia e noite, noite e dia
Quem podia imaginar o destino da Maria
(repete)

Uma história, um caso de amor
O jornalista
O tempo passou, sem aviso chegou
O sambista
Lá na Vila São Miguel
Que a vida recomeçou
Tratando sua gente com afeto e calor
No trabalho mostra seu valor

Vídeo incorreto?