Terra pequena de um coração tão
grande,meu amor aqui se expande,
não posso segurar. Se caminho vejo
logo um ser que num segundo um
amor assim profundo deve ser só pra
te dar. Teu sol de ouro quando toca
o Parnaíba,sem querer me doura a vida e me
enche de paixão. A tua lua sobre o
Morro do Cruzeiro,sei que é o teu olhar
faceiro que me espanta a solidão.

Nesse verão eu quero ser uma andorinha
pra voar de manhãzinha lá por cima da
matriz, e no inverno vou andar pelo chovisco
no clarão de um corisco só pra me sentir
feliz. A cada dia sinto uma vontade nua,
no calor de tuas ruas me perder e me achar.

A tua fé me deixa o coração exposto,
em outubro e agosto vou teus santos festejar...

Vídeo incorreto?