Rapaz, o que isso que essa moça sem querer me traz?
Eu fico invocado como sua presença me apraz
E plenamente preenche-me de paz.
Rapaz, eu preciso que essa moça saiba:
Eu sou capaz de me submeter ao ridículo de ir aos jornais
E declarar essa paixão que não abarco mais.
Eu que não sou de espalhafatos e alardes
Não posso conter tamanha solidão que me arde.
Não tê-la parte meu coração e isso dá na vista.
Paquerá-la já é razão pra que eu exista.
Comprei pra ela um vestido florado
E enfeitado com uma fita brilhosa.

Vídeo incorreto?