Superbonder
Thiago e
Exórdio do samba: tudo que era sólido desmanchou-se no ar
Marx ninguém poderia antever o antídoto para a
Pós-modernidade.

Lá vem da esquina da quitanda ou do mercado colorido
Caos pós-moderno de uma civilização
E a gente grita super super super bonder!
E no mundo não há mais separação

Fractal metamórfico barbitúrico colossal
Pórtico liso erudito transformusculacional

Que cola tudo, o chão rachado do sertão
Os cinco dedos da mão as bolhinhas da água em ebulição
Esse negócio de desconstrução nunca foi uma boa não
Super bonder é um multirão pela epopéia do unitário
Para que tudo vire um num belo gozo sanitário
Volte a terra pra pangéia nesse ritual otário
Feito um santo salafrário

Fractal metamórfico barbitúrico colossal
Pórtico liso erudito transformusculacional

Para o parafuso solto... super bonder
Para a desunião mundial... super bonder
Para os cacos de amor... super bonder
Para o big- bang pós-modernidade... super bonder

Ah! houve um lindo casamento
O casal não gastou com alianças
E na hora do sim, o padre os aproximou
E passou super bonder nos dois
Os dois à milanesa no super bonder
Os dois num rocambole de super bonder
Os dois num banho-maria de super bonder
Ah! e os convidados, os convidados não tinham arroz
E xiringavam super bonder no casal apaixonado
Ah! e a lua de mel "ei mãe, ei mãe, ei mãe"
Uma lua de mel seria floriescorregadia
E o casal então teve uma lua de super bonder
Hoje os dois vivem juntinhos até que a morte os separe

Fractal metamórfico barbitúrico colossal
Pórtico liso erudito transformusculacional

Ei mãe, ei mãe!
Será que o super bonder foi inventando no mesmo laboratório norte-americano imperialista onde foi criada a gripe do frango ou quiçá a aids
Ei mãe, quando eu crescer quero ser o jorge mautner, eu quero ser o jorge mautner
Ei mãe

Vídeo incorreto?