Sou de um tempo de ninguém
Somando a quem quer bem
Só cresce o coração
No peito de quem tem perdão.
Vou buscar o meu amor
Nas ruas de uma flor
No espaço que sobrou e é meu.
Sei que o tempo vai passar,
Por isso eu vou andar
por onde eu entender
Só não vou deixar você sofer!
Vem! Sem medo de chorar
Nós vamos encontrar
as ruas de ficar.

Quem quiser saber de amor,
Tem de amar.
Quem quiser saber viver,
Tem que aprender chorar.

Quem tem medo de sofrer,
Não pode prosseguir,
Não pode caminhar,
Nem sabe se é feliz ou não.
Eu já tenho o meu amor
E seja como for
Não vou me arrepender, não!

Quem quiser saber de amor,
Tem de amar.
Quem quiser saber viver,
Tem que aprender chorar.

Sou de um tempo de ninguém
Somando a quem quer bem
Só cresce o coração
No peito de quem tem perdão.
Vou buscar o meu amor
Nas ruas de uma flor
No espaço que sobrou e é meu.

Sou de um tempo de ninguém
Somando a quem quer bem
Só cresce o coração
No peito de quem tem perdão.

Uih!Ah!Badeh!...

OBS.: Integra o elepê
Vanusa 1971 (Afinal,
o que é isso?!) - RCA.

Vídeo incorreto?