Em sangue fez-se o sol
E o sol dourou meu sangue azul
Canções de amor cantei
E o coração deixei no sul
do meu país
Fui feliz!

Em muros de alecrim
Plantei meu sonho
O vi nascer
Viagens que não fiz
Miragens, formas
que nem sei
Mas fui feliz, tão feliz!

Depois cansei,
passou-se o tempo
Então voltei
Meu sangue azul
Não era meu
E o sonho em volta
Não voltou pra mim:

Muros de Alecrim!
Tempo que não pode ser
Lendas que não sei contar
Muros que não alcancei
Portas que não abrem mais!

Em sangue fez-se o sol
E o sol dourou meu sangue azul!

Depois cansei,
passou-se o tempo
Então voltei
Meu sangue azul
Não era meu
E o sonho em volta
Não voltou pra mim:

Muros de Alecrim!
Tempo que não pode ser
Lendas que não sei contar
Muros que não alcancei
Portas que não abrem mais!

Tempo que não pode ser
Lendas que não sei contar
Muros que não alcancei
Portas que não abrem mais!

Tempo que não pode ser
Lendas que não sei contar
Muros que não alcancei
Portas que não abrem mais!

Vídeo incorreto?