Faz brotar meu avesso
Antes que a noite amanheça
Faz de mim teu começo
Guardo em ti meu regresso
Antes que a vida anoiteça
Cria de mim o teu verso
Remenda meu coração
Tão puído de se amargurar
Adoça minha aflição
Minha alma se ancora num mar
Salgado de solidão
Me resgata, me faz respirar
Deita em meu corpo a se derramar
Transborda os veios do amor
Te eterniza aqui dentro de mim
Pra amanhã te fazer ressurgir
Feito um anjo lavrado em marfim
No meu acalanto fazê-lo dormir.

OBS.: LP Vanusa Primeira
Estrela.

Vídeo incorreto?