Eu lavei a alma com dinheiro sujo
Falsificaram a cara daquele velho maruju cujo nome leva cifras e famílias a falência, a fé essa maldita ciência
tirando dos olhos tudo que eles tem de inocência

Meu irmão
você caiu numa grande cilada
Essa roubada apareceu e te levou pra quebrada
Se vai dormir sempre vendo a luz do sol
se retorcendo no fim do lençol
Meu irmão
você caiu numa grande cilada
Essa roubada apareceu e te levou pra quebrada
Se vai dormir sempre vendo a luz do sol
se retorcendo no fim do lençol

é, se vai achar sempre que andar por aí
de vez em quando eu paro pra tomar uma tijela de açaí
e daí
vocês encontram com amigos e resolvem se divertir
de vez em quando no entanto mesmo que seja por encanto
desperta a sensação de desencontro
espanto, certo, errado, quem sabe mesmo é quem vive isolado
o que há proteção, mesmo que seja pura alenação
ilusão ou razão, vontade de desistir e viver abaixo do chão
saber dizer não
na real eu quero sentir no meu coração
a real vontade de dizer um não

Meu irmão
você caiu numa grande cilada
Essa roubada apareceu e te levou pra quebrada
Se vai dormir sempre vendo a luz do sol
se retorcendo no fim do lençol
Meu irmão
você caiu numa grande cilada
Essa roubada apareceu e te levou pra quebrada
Se vai dormir sempre vendo a luz do sol
se retorcendo no fim do lençol

Meu irmão
você caiu numa grande cilada
Essa roubada apareceu e te levou pra quebrada
Se vai dormir sempre vendo a luz do sol
se retorcendo no fim do lençol

Vídeo incorreto?