Noites - II - (Letra: Adilson Laurelline e Daniel Dias) -(Música: Daniel Dias)

Toda vez que saio a noite eu
Eu ando sobre as estrelas
Sinto algo vai começar
É tudo quase certeza

Mas quando eu quando eu percebo
Em tantos rostos a procurar
Eu olho eu olho e não vejo
Tantas idéias sem o que falar

Não adianta tentar me entender
Não me junte aos seus desejos
Não me prenda pois eu tenho medo
Meu vício está em você

Nos primeiros raios do sol
Reflito sobre a realidade
Tantas bocas sempre caladas
Buscando a eternidade

A angústia é uma mágoa que quer assustar
A sedução do desejo e o ódio plantar

Não adianta tentar me entender
Não me junte aos seus desejos
Não me prenda pois eu tenho medo
Meu vício está em você

Vídeo incorreto?