Por mais que eu sinta
Eu não vou negar que está fácil continuar
Com essa farsa que você me obriga a viver

Glórias
Derrotas
Minha vida sem medo está lançada
Eu vejo sem nitidez, minha luz negra acesa

Deixei aqui o meu perdão
Só não me peça pra voltar
Eu tenho medo de não sentir o que sonhei
Por estar preso a você
Que nem se importa tanto assim

Entregou-se a vida
Mas nunca se satisfaz
Esta vida te deixa falecer em dores

Invente outra forma de sentir a brisa no rosto
E sorrir, mesmo incapaz de transparecer alguém
melhor...

Glórias
Derrotas
Minha vida sem medo está lançada
Eu vejo sem nitidez, minha luz negra acesa

Deixei aqui o meu perdão
Só não me peça para voltar
Eu tenho medo de não sentir o que sonhei
Por estar preso a você
Que nem se importa tanto assim...

Se despeça da vida do último andar
Pois você não mais terá asas
Para poder voar, meu anjo enfermo

Vídeo incorreto?