Vivo como a voz
De um beato louco andarilho
Profetizando o fim do mundo
Em seus versos de cordel

Vivo como um pássaro
Que singra os ares em busca
De novas terras e liberdade
Em busca do azul do céu
E algo mais

Vivo como a luz
De um farol de ilha distante
Onde o mar despeja a íra
A noite o luar

Vídeo incorreto?