Através de um céu enegrecido
Eis que surge a mão severa
Estrondosa, voraz e flamejante
Com sua força sobre a terra

O velho carvalho
Senhor daquele vale
Guardião dos Sonhos
Desejos e Segredos
Daqueles que nele

Deixaram nomes e amores
Guardião das criaturas
Das sobras da noite

Imponente e tenaz
Devorou os anos
Resistindo a gerações

Contemplou o menino
Abrigou o homem
Disse adeus ao velho
Mas o tempo
Passa por todos nós
E chegou sua vez

A velha árvore
Fez a sua parte
Compriu sua missão
Sobreviveu as ameaças do homem
E Deus a colheu num clarão
Deus a levou num só clarão

Vídeo incorreto?