Em silencio e aflito
So mais um na multidão
Grito preso na garganta
Quase explode o coração
O vento toca meus cabelos
Prisioneiro da ilusão
De um sereno desespero
Que me invade o coração

Assustado e perdido
Num tropeço vou ao chão
E de joelhos na avenida
Observo a multidão
O vento toca meus cabelos
Ja não mais multidão
No sereno despero
Que me invade o coração

Vídeo incorreto?