É preciso muita sorte
Pra se casar hoje em dia
Escolher a mulher certa
Parta sua companhia
Formando um belo casal
Que casamento é igual
Acertar na loteria

Triste do homem que casa
Com uma mulher ciumenta
Toda cheia de direito
Arengueira e barulhenta

Mulher cheia de novela
E a pior é aquela
Fofoqueira e ciumenta

Tem delas que é tão ruienta
Que da raiva ate pensar
Pra onde o marido vai
Ela quer acompanhar

Só vive grudada nele
Diz que não se afasta dele
Pra ele não namorar

Ela compra um celular
Pra viver telefonando
Quando o dele der ocupado
Ela fica imaginando

Por que é que não atende
A gota não compreende
Diz ele ta namorando

Quando ele vai chegando
Diz ela o que aconteceu
Liguei no seu telefone
Você não me atendeu

Estava com outra ao seu lado
Responda ai desgraçado
Pois já mim aborreceu

Triste do homem que casado
Com a mulher ciumenta
Mulher obsessionada
Nem o satanás aguenta

Tem delas que faz moído
Abriga com o marido
Qualquer negócio ela inventa

Quando o telefone toca
Ela fica observando
Quando seu marido atende
Ela começa brigando

E forma logo uma intriga
Diz - quem é a rapariga
Que tava telefonando

Essa é a pura verdade
Que eu falei nesse momento
Dentro da realidade
Essas coisas eu não aguento

Nem que eu ganhe muito dinheiro
Prefiro morrer solteiro
Do que um mau casamento

Nem que eu ganhe muito dinheiro
Prefiro morrer solteiro
Do que um mau casamento

Vídeo incorreto?