Deu uma hora
Deu duas horas
O silêncio em meu quarto
É pavoroso
Na escuridão
Eu escuto seus passos
No meu delírio
Ela volta a meus braços

Ela abalou
Meu sistema nervoso
Ela abalou
Meu sistema nervoso

Ela, toda noite, aparece
Me beija e some
Através da vidraça
No meu delírio
Eu me levanto e abro a janela
E só o vento,
O vento frio é que me abraça

Ela abalou...

Vídeo incorreto?