Canção do barco


Nós fizemos as malas e dissemos adeus
Desatamos o nó e levantamos a vela
Nós jogamos nossos corações no mar
Esquecemos todas as nossas memórias

O vento era doce e tinha o cheiro de casa
O mar era agitado e sentia desconhecido
Escapando das costas da loucura
Luz do amanhecer, crepúsculo, infinito

Podemos manter o nosso descobrindo em linha reta?
Ou será que vamos sair do rumo?
Somos instrumentos do destino?
Será que realmente temos escolha?

Uma voz sussurra nos vendavais
Como nas canções e contos infantis
Onde Krakens enfureciam-se no mar
Quebram navios em um milhão de pedaços

Podemos manter o nosso descobrindo em linha reta?
Ou será que vamos sair do rumo?
Somos instrumentos do destino?
Será que realmente temos escolha?

Nós jogamos nossos corações no mar
Esquecemos todas as nossas memórias