Ai, como eu gosto desse teu pé-de-ouvido
Que acolhe os meus gemidos
E escuta o meu cantar
Que coisa boa esse poço de segredos
Que desmantela o meu medo
E instiga o meu sonhar
Eita, cangote generoso
Pé-de-ouvido pr'eu gostar
Vem pra cá me dar um cheiro
Vem fincar meu tabuleiro
Demarcar nosso terreiro
Até onde a vista alcançar
Você que ouve minha rima
E o meu mote
Que inspira esse meu xote
E faz a fonte do amor
Vem, me convida
Vou te dar amor sincero
Nessa vida o que mais quero
É também ser teu ouvidor

Vídeo incorreto?