São tantas as luas que eu ganhei do sertão,
Muitas as estrelas que o céu me deu,
Mas de todo sonho que me enfeita o coração
O sonho mais sonhado é você e eu,
São tantas as estradas que eu caminhei,
Muitas alegrias que um dia eu quis ter,
Mas de toda sombra em que me amparei
A sombra mais bondosa sou eu e você,
Me deixa nos teus braços navegar, dormir,
Que o meu coração a tua boca prove,
Me deixa ouvir a voz dessa chuva que chove,
Deixa essa semente se tornar raiz,
Abre as porteiras do teu sentimento
Que serei vento e assim, irei entrar,
Para ficar te acarinhando a vida inteira
Numa brincadeira que chamam de amar, amar ...
São tantas as cantigas que ouvi cantar,
Muita poesia minh'alma bebeu,
Mas das bem-querenças que ousei gozar
A fruta doce e boa foi você e eu,
São tantas as danças que a vida ensinou,
Muitas invernias a me enternecer,
Mas no infinito em que o sol brilhou
O céu mais azulado sou eu e você

Vídeo incorreto?