A quem chora e forrozeia, forrozeia e chora

Arrasta o pé, arranha o chão, levanta o pó,
Levanta o pó, arrasta o pé, arranha o chão,
Com essa sanfona, essa nega, esse forró,
Vou misturar o meu suor
A noite inteira no salão

Arranha o chão, levanta o pó, arrasta o pé,
Arrasta o pé, arranha o chão, levanta o pó,
Nesse salão, pode ter o que tiver,
Com esse monte de mulher
Ninguém me tira do forró

O que faz medo é que no meio da festança
Um caba besta encha a pança de cachaça e guaraná,
E de repente, antes que o sol pise no chão,
Meta os pés pelas mão e comece a cantar:

Arranha o pé, arrasta o pó, levanta o chão,
Arrasta o chão, levanta o pé, arranha o pó,
Levanta o pó, arranha o chão, arrasta o pé,
Ninguem me tira essa mulher
Com esse monte de forró

Vídeo incorreto?