Quando dei fé o coração já tava amarrado
O meu juízo, prá lá de enfeitiçado
Pelo teu sorriso, pelo teu amor
Quando dei fé o nó já tava mais que arrochado
Peito cheinho, quase abarrotado
De tanto carinho, vazio de dor
Quando dei fé aí vi que o caminho era sem volta
Me convenci que quando a gente solta
A voz no meio do mundo é por que tá feliz
Quando dei fé recolhia no infinito estrelas de prata
Tava na sua janela fazendo u'a serenata
Lado a lado com o coro de mil colibris

Vídeo incorreto?