Tirei léguas de pó no frio da tua garoa
eu 'tava à toa quando vim te conhecer
desvairado, meio-bobo, cheio de dedo
coração, casa do medo, a cada desanoitecer
eu, bandeirante de outras bandas, mameluco
anos-luz de pernambuco,
ser tão de outro sertão
fui misturando teu concreto com cimento
fecundei um sentimento
que plantei nesse teu chão

santo são paulo, protejei tua cidade
dá-lhe paz, felicidade, minha odisséia
santo são paulo, aqui está o meu destino
tens coração nordestino, doce paulicéia

tirei léguas de pó no frio da tua garoa ...

Vídeo incorreto?