Aqui nem sempre é festa
Aqui nem sempre é Sã João
Hoje a pisada é outra
Na batida do baião.

A educação não esclareceu
O sofrimento ensinou
A violência em geral cresceu
A alimentação escasseou.
Chegou a hora do forró
Desabafar o que não falou.

A coisa te prá lá de feia
E desse jeito não há quem suporte
Não vamos ficar sentados
Nem esperar pela boa sorte
Ainda resta a esperança
Do sofrimento desse povo forte.

Vídeo incorreto?