Seu Abelardo,
Tem uma coisa que eu queria tornar pública:
A nossa vida sem você seria trágica,
Seria um saco, seria um palavrão!

Seu Abelardo,
Se você fosse Presidente da República,
Brasília iria ser um grande palco,
Iluminado e tão acolhedor!

Seu Abelardo,
Essa marchinha chega a ser um pouco cívica
E eu precisava que isso acontecesse rápido
Antes do dia, da tal da sucessão!

Seu Abelardo,
Se você fosse Presidente da República,
O nosso povo gritaria em bloco:
"Salve Chacrinha, o nosso campeão!"

Porque mulher, pão e banana,
Faltava não!
Nosso café e a nossa cana,
Faltava não!
360 dias de carnaval,
E os cinco dias que sobrassem,
Ser igual!

Povo dançando a noite inteira,
Querendo mais!
Petróleo entrando pelo cano,
Da Petrobrás!
Podia até faltar a carne e o feijão...
Mas bacalhau não faltava não!

Seu Abelardo
Com todo apoio do Senado e da Câmara,
E das chacretes, inclusive das biônicas,
Faria coisas do mundo se espantar!
Transformaria a Presidência numa coisa democrática,
E aí daria suas audiências, com auditório, pela televisão!

Seu Abelardo
Ia mudar nossa política econômica,
Baixando os preços de uma forma muito drástica,
Com buzinadas na Dona Inflação!

Seu Abelardo,
Se você fosse Presidente da República,
Qualquer calouro iria para o trono,
Com alegria no seu coração!

Porque mulher, pão e banana,
Faltava não!
Nosso café e a nossa cana,
Faltava não!
360 dias de carnaval,
E os cinco dias que sobrassem,
Ser igual!

Povo dançando a noite inteira,
Querendo mais!
Petróleo entrando pelo cano,
Da Petrobrás!
Podia até faltar a carne e o feijão...
Mas bacalhau não faltava não!

Ó Terezinha, ó Terezinha,
É um barato a Presidência do Chacrinha!

Vídeo incorreto?